sexta-feira, 14 de maio de 2010

Miriam Leitão: Urubóloga?

Achei um comentário mais do que interessante navegando no Blog do Nassif, na seção Fora de Pauta. Nada que a gente não soubesse, porém, destacado assim com as próprias palavras da entrevistadora fica tão evidente o seu projeto de desqualificar o Lula e, o pior, o Brasil junto. Ah, não tinha título, então, fiz um por minha conta, aproveitando o apelido que pegou na internet para Miriam.
Boa Leitura,
Daniela

Por Stanley Burburinho

A Miriam Leitão entrevistou no programa Espaço Aberto da GloboNews o novo embaixador dos EUA Thomas Shannon. Fiquei com a impressão de que ela não aprovou a indicação do Sr. Shannon.


Como sempre, ela tentou tirar a importância do Brasil e do Lula.

Só que o embaixador, se não foi prevenido por alguém sobre quem é a entrevistadora, espertamente desconstruiu todas as armadilhas feitas pela Miriam.

Até achei que o embaixador demonstrou certa irritação com as perguntas da entrevistadora.

Miriam Leitão: "Sua indicação pelo embaixador americano no Brasil demorooooouuu a ser aprovada no senado americano por pressões da oposição republicana..."

Miriam Leitão: "o que o sr. Quis dizer com “agora o Brasil e os EUA tem uma relação global além da relação bilateral”?"

Thomas Shannon: "(...) tem a ver com o fato de que o Brasil hoje é um poder global porque tem a capacidade de projetar a sua influência em parte do mundo em temas que, historicamente, o Brasil não participou. (...) Os EUA e o Brasil têm encontros em partes do mundo onde, historicamente, não existia este tipo de engajamento e do nosso ponto de vista isso é positivo. (...)"

Miriam Leitão: "Encontros e desencontros também, né embaixador?"

Miriam Leitão: "O Sr. Acha que, por que que o Brasil é... o governo brasileiro está fazendo essa demonstração pública de apoio ao governo do Irã?"

Thomas Shannon: "Eu não acho que o governo do Brasil está oferecendo apoio ao governo do Irã. Eu acho que o Presidente Lula está procurando uma maneira de levar o Irã a fazer o que deve fazer (...)"

E, como não poderia faltar: Chavés e Evo

Miriam Leitão: "O Sr. Acha que uma parte da América Latina parou no tempo?"

Thomas Shannon: "Eu acho que a AL está passando por uma fase de aprofundar a democratização (...)."

O link para a globo: http://globonews.globo.com/Jornalismo/GN/0,,MUL1593154-17665,00-EMBAIXADOR+AMERICANO+FALA+SOBRE+AS+RELACOES+ENTRE+BRASIL+E+EUA.html
 
O link para o Fora de Pauta do Nassif, onde Stanley postou o seu comentário: http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/05/14/fora-de-pauta-510/comment-page-3/#comment-1106706

3 comentários:

  1. É Stanley, ela teve que escutar, ainda que com outras palavras: "Nunca antes na história desse País".

    ResponderExcluir
  2. Stanley Burburinho14 de maio de 2010 23:54

    Bonito o seu blog. Parabéns.

    Abs.
    Stanley Burburinho

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Stanley, e seja bem-vindo com seus comentários e contribuições!
    Daniela

    ResponderExcluir

Não publicamos comentários de anônimos. Registre seu nome no "escolher perfil" e no texto da sua mensagem. Não publicamos ofensas pessoais e palavras de baixo calão. Aguarde moderação da sua mensagem.